Programa Brasil sem Homofobia será lançado em maio

Para combater a discriminação e a violência contra gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros - grupo que inclui travestis e pessoasque mudaram de sexo -, o governo federal lançará no dia 25 de maio o programa Brasil sem Homofobia. A iniciativa, inédita, reúne propostas de políticas públicas específicas para os homossexuais, que passam por vários ministérios, como os da Educação, Saúde, Cultura, Justiça e a Secretaria Especial dos Direitos Humanos (SEDH). Um dos principais pontos do programa, segundo o ministro-chefe da SEDH, Nilmário Miranda, é a capacitação de professores para falar sobre homossexualismo, a fim de evitar que alunos tenham preconceito quanto à opção sexual dos colegas. Segundo o ministro, esses profissionais serão capacitados por meio de cartilhas, palestras e seminários. O ministro destacou que o treinamento de agentes de segurança também é uma das principais ações previstas no programa. "É preciso capacitar, para que eles (homossexuais) não sofram violência por parte do Estado e para que eles não sejam discriminados no seu direito à segurança individual e pessoal, daí a necessidade de capacitação específica" explicou NilmárioMiranda. Segundo o ministro, o monitoramento das ações do programa será feito pelo Conselho Nacional de Combate à Discriminação,que elaborou as propostas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.