Professores, servidores e estudantes da UnB protestam em frente ao CCBB

Manifestantes, em greve desde o dia 9, tentaram invadir a sede provisória da presidência

Tânia Monteiro, da Agência Estado

25 de março de 2010 | 12h32

 

Uma confusão entre estudantes, professores e servidores da Universidade de Brasília (UnB), na entrada do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), fechou o trânsito e impediu a entrada e saída de carros do local onde funciona provisoriamente a sede do governo federal. Os manifestantes, em greve desde o dia 9, tentaram invadir a sede do CCBB e primeiro foram impedidos pela segurança do Planalto, que teve de chamar o reforço da Tropa de Choque da Polícia Militar (PM) do Distrito Federal.      

 

A greve tem como motivação a decisão do Ministério do Planejamento de suspender um adicional de 26,05% que professores e servidores da UnB tiveram incorporados aos seus salários em 1999 por um ganho judicial. O Planejamento cortou o adicional por considerar o pagamento indevido.

 

 

Com a chegada dos PMs, houve confronto, troca de socos e empurra-empurra entre PMs, seguranças e manifestantes, que exigem uma audiência com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que não está em Brasília. O presidente está em São Paulo, onde participa de uma série de eventos ao lado da ministra da Casa Civil e pré-candidata do PT à presidência, Dilma Rousseff.

Mais conteúdo sobre:
UnbCCBBDistrito Federalprotesto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.