Professores da UFPE encerram greve após 112 dias

Os professores da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) decidiram pelo fim da greve da categoria, que completou 112 dias nesta quarta-feira. Ao todo, 362 professores comparecem à assembleia dos docentes realizada no Centro de Tecnologia e Geociências, no campus Recife da universidade. Disseram sim ao fim da greve 241 professores e 134 ficaram contra o encerramento da paralisação e oito se abstiveram de votar.

MONICA BERNARDES, Agência Estado

05 de setembro de 2012 | 23h06

Ficou decido também que a data de retorno às aulas será 17 de setembro, que teve a aprovação de 149 dos presentes, enquanto 128 queriam o retorno às aulas já na próxima segunda-feira . Apesar de decidir voltar às atividades, os docentes da UFPE voltam insatisfeitos com o reajuste de 15,8% dividido em três anos oferecido pelo governo federal.

Outras duas universidades federais em Pernambuco, também ligadas à Andes, ainda continuam em greve. A Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), em assembleia na terça-feira, decidiu por unanimidade seguir com a paralisação pelo menos até a próxima assembleia, que deve ocorrer na próxima terça-feira. O mesmo acontece com a Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), que também reavaliará a paralisação na mesma data.

Tudo o que sabemos sobre:
Pernambucouniversidades federaisgreve

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.