Produtos do laboratório Enila estão suspensos pela Anvisa

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou a suspensão da venda de todos os medicamentos fabricados e importados pelo laboratório Enila Indústria e Comércio de Produtos Químicos e Farmacêuticos, do Rio de Janeiro, que teve problemas com um lote do medicamento Celobar, liberado para o mercado com elevado índice de contaminação. A lista dos medicamentos suspensos está no site Agência (veja o link abaixo).A empresa estava interditada desde a última quarta-feira, quando a Anvisa detectou o caso do Celobar, contraste radiológico usado em exames do aparelho digestivo, que está sob suspeita de ter causado a morte de 14 pessoas, 12 em Goiás e duas na cidade de Feira de Santana, na Bahia. O medicamento não passou por todos os teste de qualidade adequados e pode ter matado as pessoas por contaminação bacteriana, segundo a Assessoria de Imprensa da Anvisa.A Agência informa que a medida de retirar das prateleiras todos os medicamentos da empresa é uma precaução para proteger a saúde da população. As determinações da Agência estão na Resolução Específica nº 892, publicada hoje (30), no Diário Oficial da União (DOU). Os técnicos da Anvisa acreditam que se a empresa liberou o Celobar para a venda no comércio, mesmo com problemas, poderia ter liberado outros produtos com desvio de qualidade.A Anvisa também publicou em seu site um alerta para profissionais de saúde e consumidores advertindo sobre os riscos do uso do Celobar e recomendando que aqueles que possuem o produto devem entregá-lo à Vigilância Sanitária local. O laboratório Enila, informa à Agência, além de multas que variam de R$ 2 mil a R$ 1,5 milhão, pode permanecer interditado por tempo indeterminado ou ter sua licença de funcionamento cancelada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.