Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Procuradoria investiga Lula por tráfico de influência, diz revista

Há suspeita de que Lula teria ajudado construtura a obter contratos na América Latina e na África com recursos do BNDES

Erich Decat, O Estado de S. Paulo

30 Abril 2015 | 23h55

BRASÍLIA - Integrantes do Núcleo de Combate à Corrupção do Ministério Público do Distrito Federal deverão se debruçar nos próximos 30 dias em investigação contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, suspeito de ter cometido tráfico de influência internacional. A investigação terá como base uma representação recebida pelos procuradores no início desta semana.

Segundo integrantes do órgão ouvidos pela reportagem, há suspeita de que Lula teria ajudado a construtura Odebrecht a obter contratos na América Latina e na África com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O tráfico de influência teria sido iniciado logo após Lula deixar a presidência da República, em 2011, e durado até 2014. A informação do início das investigações foi revelada pela Revista Época na noite desta quinta-feira.

A representação foi encaminha ao núcleo do MPF e será tratada inicialmente como uma “notícia de fato” e caso haja o entendimento por parte dos procuradores posteriormente poderá ser instaurado um inquérito contra o ex-presidente Lula.  

Mais conteúdo sobre:
LulaTráfico de Influência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.