Procuradoria ignora lei da blindagem em MG

Enquanto o Supremo Tribunal Federal (STF) analisa a ação direta de inconstitucionalidade (Adin) contra a lei que limita a atuação dos promotores de Justiça mineiros, o Ministério Público Estadual orienta seus integrantes a atuar conforme o "ordenamento jurídico nacional" para "agirem em defesa dos interesses da sociedade". Entre outras mudanças aprovadas pela Assembléia Legislativa estão a ampliação do foro privilegiado no Estado, estendendo aos membros dos Poderes - quase duas mil autoridades - a prerrogativa de serem investigados exclusivamente pelo procurador-geral de Justiça.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.