Procuradoria confirma que apura denúncia contra Meirelles

O supostoenvolvimento do presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, com sonegação de tributos e depósitos não declarados noexterior está sendo apurado na Procuradoria da República do Distrito Federal desde junho, informou a Assessoria de Imprensa doMinistério Público. O processo, segundo a instituição, é sigiloso, pois contém dados fiscais. A última edição da revista IstoÉ noticiou que tanto Meirelles quanto Luiz Augusto Candiota, diretor de Política Monetária do BancoCentral, são investigados por suspeita de sonegação fiscal e outros crimes tributários. Segundo a reportagem, Meirelles "se enrolouna declaração do Imposto de Renda relativa ao ano de 2001", e Candiota "não declarou movimentações financeiras em uma contaem Nova York". O caso, apurado na Procuradoria da República do Distrito Federal, envolve apenas Henrique Meirelles, anunciou a Assessoria. As informações são da Agência Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.