Procuradores lamentam vazamento de informações

Os procuradores da República Guilherme Schelb e Eliana Torelly acabam de divulgar uma nota em que "desautorizam qualquer divulgação" sobre o conteúdo da reunião que tiveram com o senador Antônio Carlos Magalhães (PFL-BA) no último dia 19, divulgado hoje pela revista Isto É. Os procuradores afirmam não serem reponsáveis pela divulgação dos fatos e que lamentam o vazamento das informações. Além dos dois procuradores, participou da reunião com ACM o procurador Luiz Francisco de Souza, que não assina a nota divulgada há pouco. Em um dos itens da nota, os dois procuradores afirmam que a reunião foi solicitada por Schelb, o que contradiz Luiz Francisco, que momentos antes declarou que o encontro foi solicitado por ACM. A nota dos procuradores não desmente a existência de gravação nem o teor da conversa, divulgado pela revista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.