Procurador quebra sigilo de empresários da Sudam

O procurador da República no Amazonas, Sérgio Lauria, confirmou o envio de ofício ao Banco da Amazônia(Basa), pedindo a quebra do sigilo bancário de 15 empresários amazonenses envolvidos no escândalo da Sudam.A medida,segundo ele, foi para que seja cumprida a determinação da Justiça Federal no sentido de serem apuradas denúncias de desviode verdas da Sudam no Estado.Sérgio Lauria, no entanto, preferiu omitir os nomes dos empresários que terão o sigilo bancário quebrado.Ele diz que sedivulgar algum nome agora poderá prejudicar o processo de investigação que está sendo movido pelo Ministério Público, que jálevantou suspeitas de crime de corrupção ativa, extorsão e lavagem de dinheiro.Disse ainda o procurador que o desenvolvimento do trabalho está dependo apenas do envio dos documentos solicitados àSudam.Até esta sexta-feira, ele havia recolhido a documentação referente a cinco projetos de empresas amazonenses no órgão federal.?Precisamos de mais informações para tocar as investigações?, afirma Lauria.Autorizado pela Justiça Federal, Sérgio Lauria está providenciando a busca e apreensão dos documentos de pelo menos trêsempresas amazonenses que tiveram projetos aprovados pela Sudam.São elas a Ecopeixe, a Chocan e a Genal.Adocumentação não está em Manaus porque foi enviada para Tocantins, a pedido do procurador daquele Estado para avaliação. Os envolvidos começam a reagir. O empresário Suheil Raman Neves garantiu que sua empresa continuará operando, apesardo envolvimento no escândalo. Segundo ele, a Ecopeixe é um empreendimento financiado realmente com recursos do Finam,que é administrado pela Sudam, mas que está em funcionamento.Diz o empresário que a empresa faturou cerca de R$ 8 milhões no ano passado e está fechando negócios importantes no exterior.Além disso, nos últimos 12 meses, movimentou uma safra de aproximadamente 1,8 tonelada de pirarucu, peixe criado emcativeiro para consumo externo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.