Procurador-geral quer arquivar petição de Berzoini

O procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, pediu o arquivamento da petição requerida pelo deputado federal Ricardo Berzoini (PT-SP). O petista havia pedido que o Supremo Tribunal Federal (STF) interpelasse judicialmente o deputado federal Júlio Delgado (PSB-MG).Delgado teria concedido entrevista a veículos de imprensa, apontando Berzoini como um dos envolvidos na tentativa de compra do dossiê Vedoin, que supostamente seria utilizado para incriminar tucanos, durante a disputa eleitoral do ano passado.Na avaliação do procurador-geral, de acordo com o STF, o capítulo do artigo 53 da Constituição Federal garante aos parlamentares imunidade material por suas opiniões, especialmente quando proferidas no exercício da função parlamentar.Para Souza, o deputado Júlio Delgado, membro da CPI dos Sanguessugas, fez apenas "comentários superficiais e genéricos acerca do trabalho realizado pela Polícia Federal, deixando claro que não tinha conhecimento do grau de envolvimento do deputado Ricardo Berzoini ou mesmo da existência de provas que o indicassem como mandante da compra do dossiê".Ainda segundo o procurador-geral, nem Delgado, nem o jornal Correio Braziliense atribuíram a Berzoini fato definido como crime ou fato ofensivo à honra do petista. Berzoini, de acordo com o STF, entrou com a petição em outubro do ano passado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.