Procurador diz que Andreas perdoa Suzane

O amigo da família Richthofen e procuradorjurídico da empresa onde trabalhava Manfred Richthofen, Denivaldo Barni, afirmou que Andreas Albert, de 15 anos, perdoou a irmã, Suzane von Richthofen, de 19, pela morte de seus pais. Barni visitou a garota hoje, no 89º DP, ondeela está presa. O procurador disse que a garotaestá "abalada"."Ela está chorando muito e disse estar arrependida. A família está dando assistência na medida do possível. Ela perguntou se o irmão a tinha perdoado e o irmão a perdoou", disse ele. Barni negou que as presas tivessem emprestado roupas para Suzane e disse que as roupas levadas por ele hoje haviam sido enviadas pela família.Acompanhe toda a história nos links abaixo. » Quinta, 31/10: Casal é assassinado no Campo Belo » Para vizinhos, casal era "simpático e reservado" » Sexta, 1/11: Policiais investigam namorado e filha do casal » Segunda, 4/11: Filha do casal depõe pela segunda vez » Terça, 5/11: Polícia volta à mansão do casal assassinado » Quarta, 6/11: Para Polícia, casal foi assassinado por vingança » Quinta, 7/11: Preso o irmão do namorado da filha » Sexta, 8/11: Pedida prisão de suspeito de matar o casal » A Polícia conclui: Suzane, a filha, tramou o assassinato » Assassinos do casal têm prisão provisória decretada » Polícia encontra material furtado da mansão do casal » Suzane era meiga e quieta, dizem colegas » Richthofen era homem-chave do Rodoanel » Matam os pais e não mostram remorso » Especialistas acreditam em "distúrbio mental" » Casal queria mandar a filha para a Alemanha » Sábado, 9/11: "Cheguei a pensar em desistir, mas já não tinha volta", disse Suzane » Pena de assassinos do casal pode chegar a 50 anos » Sem família, Andreas vive tragédia » Domingo, 10/11: Polícia ainda procura armas do crime

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.