Procurador considera improcedente ação do PSDB contra fala de Lula

A Procuradoria Geral da República (PGR) deu parecer considerando improcedente a representação do PSDB contra o pronunciamento em rede nacional do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no último dia 16 de janeiro, quando o presidente foi ao ar para destacar a importância da quitação da dívida do País com o Fundo Monetário Internacional (FMI). O PSDB acusou o presidente de realizar campanha eleitoral fora dos prazos estipulados pelo Tribunal Superior Eleitoral.Segundo informou o site da procuradoria, o procurador-geral eleitoral, Antonio Fernando Souza, julgou que a convocação da rede nacional de rádio e TV foi legítima. Na avaliação dele, a divulgação de fatos positivos do governo não constitui propaganda eleitoral e, portanto, não houve irregularidade na conduta do presidente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.