Processo contra dono de castelo tem atraso

O processo por quebra de decoro parlamentar foi aberto há uma semana, mas o Conselho de Ética da Câmara ainda não conseguiu notificar o deputado Edmar Moreira (sem partido-MG), acusado de várias irregularidades no uso da verba indenizatória. O presidente do conselho, José Carlos Araújo (PR-BA), disse que fará nova tentativa após a Semana Santa e, se Moreira - dono de um castelo de R$ 25 milhões em Minas - não for localizado, fará a notificação pelo Diário Oficial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.