Problemas em urnas não devem atrasar resultado da prévia do PSDB em SP

Pelo menos sete tablets usados como urnas no processo não funcionaram

Isadora Peron, de O Estado de S. Paulo,

25 de março de 2012 | 16h12

SÃO PAULO - Pelo menos sete tablets usados como urnas eletrônicas no processo de prévia do PSDB na capital paulista apesentaram problemas na manhã deste domingo. Em dois diretórios a votação está ocorrendo de forma manual, através de cédulas de papel. Apesar dos imprevistos, a divulgação do resultado do processo, marcada para as 16h na Câmara Municipal, não deve atrasar muito. A votação começou às 9h nos 58 diretórios zonais do PSDB.

Até às 15h, são esperados que entre 5 mil e 8 mil filiados ao PSDB votem no processo. A estimativa é do presidente municipal da sigla, Julio Semeghini. Ao todo, cerca de 20 mil pessoas estão aptas a participar da prévia que vai escolher o candidato tucano à Prefeitura de São Paulo.

Disputam a indicação do partido o ex-governador José Serra, o secretário estadual de Energia, José Aníbal, e o deputado federal Ricardo Tripoli. Segundo Semeghini, o custo total da realização da prévia foi de cerca de R$ 250 mil.

Para o presidente estadual do PSDB, a prévia que acontece neste domingo é um "sonho realizado". "Esse processo dá voz às Donas Marias do partido", disse, explicando que as "Dpessoas só são lembradas pela cúpula da sigla quando precisam de voluntárioas para distribuir santinhos na época das eleições.

Tudo o que sabemos sobre:
préviaPSDB

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.