''Problema não é a Marina. O PV não está preparado''

Protagonista do embate no PV sobre o lançamento da candidatura da senadora Marina Silva (AC) à Presidência, o ministro da Cultura, Juca Ferreira, diz que seu partido flerta com o "fisiologismo" e o "pragmatismo". "Marina não é o problema. O problema é que o PV não está preparado." Abaixo, trechos da entrevista.O PV não está pronto para ter uma candidatura à Presidência?Eu disse que não tenho nada contra a candidatura da Marina, muito pelo contrário. Marina é uma senadora das mais qualificadas da República, portanto tem todas as credenciais para ser candidata à Presidência. Vi com alegria a filiação. Agora, o PV vem vivendo problemas razoavelmente graves e precisa resolvê-los para que a vinda de Marina realize plenamente sua missão.Como?Primeiro, ela mesma disse que achava necessária uma refundação programática. O PV há muito tempo não contribui. O PV se afastou do seu programa. Virou um partido pragmático. Segundo, propus revitalizar democraticamente o PV. Alguns dirigentes do PV se comportam como donos. O sintoma disso é a longevidade do (José Luiz) Pena na presidência do PV. Então é fundamental que tenhamos a humildade para reconhecer que é preciso revitalizar democraticamente o partido porque, inclusive, há sintomas de que a maioria do partido é a favor da posição atual de aliança com o presidente Lula. O PV flerta com o fisiologismo?Temos nitidamente dois segmentos no PV. Os que encaram a política seriamente, que querem fazer dele um instrumento de transformação. E temos uma presença razoável do fisiologismo. Os fisiologistas se dizem pragmáticos. A leitura correta é o abandono dos princípios e do programa.Para ficar claro: há espaço para Marina ser candidata em 2010?Há. Mas o que estou alertando é que a candidatura do PV com a senadora não pode ser apresentada como oposição ao governo. Não foi discutido isso dentro do partido. Então, isso precisa de um processo político, e acho que o melhor caminho não é apoiar a oposição contra o governo Lula.Se a Marina sair candidata, o sr. vai subir no palanque com ela?Se for nesse padrão, é evidente.Dizem que o sr. defende essa posição porque ocupa um cargo.Isso reflete falta de memória. Há dois anos escrevi um documento violentíssimo contra o fisiologismo no partido. Há dois anos que luto, e alguns vêm me cerceando, tentando me isolar no partido, no PV na Bahia. É um artifício de quem não tem argumento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.