Prisão de Rainha revela o braço armado do MST, afirma a UDR

O presidente da União Democrática Ruralista (UDR), Luis Antonio Naban Garcia, disse nesta sexta-feira que a prisão do líder José Rainha Júnior revela o braço armado do MST. Rainha é acusado de estar portando uma escopeta calibre 12. "Caiu a máscara de que eles são apenas um movimento social." Segundo Garcia, ninguém anda com uma arma desse calibre com boas intenções. Ele disse que o risco de um conflito torna-se ainda mais real. "O dono das terras, ao saber que eles estão armados, vai tentar se defender."Ele acha que o uso de armas não é bom para nenhum dos lados. "O governo precisa tomar uma atitude urgente para evitar que esse recurso extremo seja usado."O presidente do Sindicato Rural de Presidente Venceslau, Almir Soriano, disse que o uso de armas pelo MST é um degrau a mais na tensão que domina o Pontal do Paranapanema. "A temperatura está subindo." Ele disse que a corrida às armas na região vem sendo denunciada às autoridades. "A espoliação das terras, o abate de gado e o cárcere privado levaram os produtores a tomar medidas para se proteger, dentro dos limites da lei." Para ele, o risco de confronto é iminente. "Se houver provocação, como o abate de animais e novas invasões, vai haver reação."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.