Prioridade do governo é votar orçamento para 2010, diz Ideli

Líder governista negocia com partidos a aprovação de créditos suplementares que somam cerca de R$ 40 bi

estadao.com.br,

14 de dezembro de 2009 | 12h18

Na reta final do ano legislativo, a atenção do governo está voltada para a aprovação do Orçamento da União para 2010 e de 58 pedidos de créditos suplementares ao orçamento deste ano, que somam cerca de R$ 40 bilhões. A líder do governo no Congresso, Ideli Salvatti (PT-SC), negocia com os partidos a aprovação das matérias o mais rápido possível.

 

Para garantir agilidade na análise dos créditos suplementares, estão marcadas sessões conjuntas da Câmara e do Senado nesta terça-feira, 15, à noite, quarta-feira, 16, ao meio-dia e para quinta-feira, 17, às 10 horas.

 

Já o orçamento, a líder do governo trabalha com a expectativa de votá-lo no início da próxima semana. "Se houver boa vontade dos parlamentares da comissão (mista de Orçamento) dá para votá-lo ainda nesta semana mas, o mais provável é que ocorra na próxima semana", disse a senadora à Agência Brasil.

 

Ela destacou que, se algum parlamentar fugir do que for acordado e inviabilizar a votação na próxima semana, os deputados e senadores retornarão ao Congresso na semana entre o feriado do Natal e do Ano Novo para apreciar e votar a matéria.

 

Nesta segunda-feira, 14, às 19h30, a comissão se reúne para tentar votar os três últimos relatórios setoriais para que o relator-geral, deputado Geraldo Magela (PT-DF), possa consolidar a proposta de orçamento: o de Infraestrutura; o de Integração Nacional e Meio Ambiente; e o de Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia e Esporte.

 

Com informações da Agência Brasil

Tudo o que sabemos sobre:
Ideli Salvattiorçamento2010Congresso

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.