Primeira vereadora de Belo Horizonte morre aos 95 anos

Considerada um dos ícones da luta pelos direitos humanos no País, Helena Greco foi uma das fundadoras Movimento Feminino pela Anistia de Minas Gerais

Aline Reskalla, especial para o Estado

27 de julho de 2011 | 14h49

BELO HORIZONTE - A primeira vereadora da capital mineira, eleita em 1982, Helena Greco, morreu nesta quarta-feira, 27, em Belo Horizonte. Helena, que também foi uma das fundadoras do Partido dos Trabalhadores (PT), morreu em casa, aos 95 anos. A causa da morte não foi divulgada.

Helena era um dos ícones da luta pelos direitos humanos no País, especialmente no período da ditadura militar. Natural de Abaeté, era formada em Farmácia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Foi uma das fundadoras, em 1977, do Movimento Feminino pela Anistia-MG e, no ano seguinte, foi responsável pela criação do Comitê Brasileiro de Anistia-MG.

Em nota, PT-MG destacou a atuação da ex-vereadora na vida política. "Helena é um exemplo de vida e exemplo de luta nacional e internacionalmente", disse. O velório de Helena será realizado na noite desta quarta no Parque da Colina. O enterro está marcado para as 11 horas desta quinta-feira, 28.

Tudo o que sabemos sobre:
mortevereadoraPTMGHelena Greco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.