Primeira-dama inaugura doações via internet para Dilma

O índice de aprovação popular de 85% do presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi o chamariz encontrado pela campanha da petista Dilma Rousseff para inaugurar o sistema de doação de pessoas físicas via internet. E a primeira a doar foi Marisa Letícia, mulher do presidente Lula, que contribuiu com R$ 1.013. A primeira-dama foi também estrela de um vídeo postado na principal página de Dilma Rousseff na internet - www.dilma13.com.br. Nele, dona Marisa ensina como fazer a doação com o cartão de crédito pelo computador. Nas imagens distribuídas pela campanha de Dilma, a primeira-dama utiliza um laptop.

JOÃO DOMINGOS, Agência Estado

09 de agosto de 2010 | 19h53

Numa mensagem dirigida aos internautas de todo o Brasil, o ex-prefeito de Diadema José de Filippi, tesoureiro da campanha de Dilma, cita Lula por duas vezes e Dilma Rousseff apenas uma vez. Diz que o presidente "cumpriu os compromissos que assumiu de fazer o País crescer distribuindo renda." Segundo a mensagem, "o Brasil conquistou destacada posição internacional, criou quantidade recorde de empregos e tirou 24 milhões de pessoas da pobreza", palavras que funcionam quase como um mantra na campanha da petista, tanto é que são repetidas por ela nas entrevistas e nos debates.

José de Filippi faz ainda referências sobre a crise internacional ocorrida em 2008 e suas consequências no Brasil que, na opinião, tomou as medidas necessárias para criar uma espécie de blindagem. "Enquanto muitos países sofreram os graves efeitos da crise financeira de 2008, no Brasil as ações do governo garantiram uma rápida recuperação da economia e a ampliação do emprego." Em seguida, o tesoureiro da campanha afirma que é preciso "seguir com a transformação que Lula iniciou."

O tesoureiro afirma na mensagem que a legislação brasileira deixa o financiamento das campanhas a cargo da sociedade. Portanto, segundo ele, contribuir para as campanhas é uma forma concreta de compartilhar a responsabilidade pelo futuro do País. No fim da mensagem, ele faz o apelo para que as pessoas físicas contribuam com a campanha de Dilma. "Ampliar o número de doadores, disseminar essa prática de cidadania torna mais democrático o processo eleitoral."

A doação via internet só pode ser feita com cartão de crédito de pessoa física. Não são aceitas contribuições por intermédio de cartão corporativo nem por cartão de débito. Os cartões têm de ser emitidos no Brasil. O processo de doação é simples e se assemelha às compras com o cartão de crédito feitas pela internet. No PT a doação mínima é de R$ 13,00, valor que lembra o número do partido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.