Previdência será consertada sem ônus aos pobres, diz Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva justificou a escolha de mais cinco ministros empossados nesta quinta-feira, 29. Em seu discurso, ele demorou mais tempo para explicar a troca de Luiz Marinho, que estava no Trabalho, e foi transferido para a Previdência. Carlos Lupi, do PDT, assumiu o Trabalho."Tirei o Marinho do Trabalho e trouxe para Previdência com a certeza de que ele vai ter o mesmo ritmo de trabalho do sindicato, da CUT", disse Lula em cerimônia no Palácio do Planalto. O presidente avisou que a reforma da Previdência, que deve ser levada adiante por Marinho, não será realizada repassando aos pobres a responsabilidade pelas mudanças. "Quero avisar que a Previdência vai ser consertada sem que se jogue no colo dos pobres a responsabilidade do déficit da Previdência", alertou.Ele também comemorou a volta do PDT ao primeiro escalão. "Estou gratificado de o PDT estar voltando de onde nunca deveria ter saído."Além de Marinho e Lupi, tomaram posse nesta manhã Alfredo Nascimento (Transportes), Miguel Jorge (Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior) e Franklin Martins (Secretaria de Comunicação Social).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.