Previdência e TSE firmam acordo para coibir fraudes

O Ministério da Previdência Social e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) vão firmar, na próxima semana, um acordo que contribuirá ainda mais para coibir fraudes contra o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e contra o sistema eleitoral. A partir da parceria, o INSS terá acesso à base de dados dos títulos de eleitores cancelados em função de morte dos eleitores ou não comparecimento em três eleições seguidas.Por sua vez, o TSE poderá consultar os dados do Sistema de Óbitos da Previdência Social (Sisobi). Uma parceria entre o Ministério da Previdência Social e o Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul (TRE/RS), em 2004, por exemplo, possibilitou o cancelamento de mil benefícios que estavam sendo pagos indevidamente pelo INSS. A partir do convênio e do cruzamento de dados, será possível evitar esse tipo de fraude.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.