Previdência deve buscar alternativas de financiamento, diz Berzoini

O ministro do Trabalho, Ricardo Berzoini, discordou de seu colega da Casa Civil, José Dirceu, e defendeu que o sistema previdenciário brasileiro busque alternativas para seu financiamento, em vez de ser dada prioridade à desvinculação do salário mínimo aos benefícios da aposentadoria. "Essa garantia mínima é importante para o trabalhador da ativa e para os aposentados, e acredito que possamos encontrar fórmulas mais adequadas para que o salário mínimo não seja mais limitado pelo financiamento da Previdência Social", disse.Segundo o ministro do Trabalho, seu colega não apresentou uma proposta, mas somente uma reflexão para o debate do tema. Ele entende, entretanto, que ações como o combate à sonegação, o combate às fraudes e a recuperação de créditos seriam ações mais eficientes para financiar a Previdência. Ele lembrou ainda que a Assembléia Nacional Constituinte, de 1988, optou pela vinculação dos benefícios da Previdência ao salário mínimo para ser um "instrumento de proteção aos aposentados, o que me parece bastante adequado e consistente". "A solução do problema previdenciário passa pela retomada do crescimento econômico e principalmente pela revisão da estratégia de financiamento da securidade social no nosso País", reiterou. , O ministro participou do "2º Canal RH em Debate, a Transformação da Estrutura Sindical Brasileira", realizado em São Paulo pela revista Carta Capital.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.