Previdência de Porto Feliz é investigada

A Portoprev, previdência dos funcionários de Porto Feliz, investiu em 2006 R$ 3,1 milhões em títulos da distribuidora Euro DTVM, investigada no esquema do mensalão. O Ministério Público Estadual também estranhou o prazo de resgate dos papéis: 2045. A ex-presidente da Portoprev Juçara Guarim disse que foi pressionada pelo prefeito Cláudio Maffei (PT) a fechar o negócio. Ele nega.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.