Prévias do PSDB serão em fevereiro

O PSDB deverá realizar pré-convenção em fevereiro para escolher o candidato do partido a presidente da República em 2002. A decisão foi tomada ontem à noite em reunião da executiva nacional, em Brasília, e depende ainda de consulta aos pré-candidatos tucanos: o ministro da Saúde, José Serra, o da Educação, Paulo Renato Souza, e o governador do Ceará, Tasso Jereissati.A idéia é definir o candidato do PSDB um mês antes de ir ao ar o programa do partido em cadeia nacional de rádio e TV, previsto para 14 ou 21 de março. ?Precisamos de tempo suficiente para fazer o programa?, disse o secretário-geral da Presidência da República, ministro-chefe Arthur Virgílio, destacando que o processo deverá ser conduzido de modo que os nomes preteridos se engajem na campanha eleitoral do partido.O governador de Mato Grosso, Dante de Oliveira, outro pré-candidato tucano, participou da reunião e foi voto vencido. Ele preferia uma consulta mais ampla do que a pré-convenção, restrita a cerca de 400 participantes.O presidente nacional do PSDB, deputado federal José Aníbal (SP), ficou encarregado de conversar com Serra, Tasso e Paulo Renato sobre a pré-convenção. Ele reafirmou que o partido terá candidato próprio nas eleições presidenciais e que os tucanos tentarão definir um candidato de consenso até a data da pré-convenção.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.