Pressionado, Senado desiste de criar cargos e anuncia concurso

A Mesa Diretora do Senado recuou nestaterça-feira e decidiu arquivar a criação de 97 novos cargos comsalários de 9.979 reais. Anunciou ainda a realização de umconcurso. "A pressão da opinião pública pesou e agora vamos realizarum concurso público para 50 vagas a partir de setembro", disseo presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN). Os dados do concurso ainda não estão definidos e dependerãoda divulgação do edital. Os 97 cargos, criados na quinta-feira por decisão daprópria mesa sem necessidade concurso, corresponderiam a umassessor para cada um dos 81 senadores e mais 16 para aslideranças partidárias. O custo seria de 12,5 milhões de reaispor ano nas despesas da Casa. O Senado argumentava que a medida seria tomada porreciprocidade à Câmara, que elevou a verba de gabinete dosdeputados de 50 mil para 60 mil reais. Garibaldi disse que, antes da decisão dos sete integrantesda mesa, consultou também os líderes dos partidos, que foramcontrários à criação dos cargos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.