Presos suspeitos de chacina em Caraúbas

Uma operação conjunta das polícias civil e rodoviária federal resultou na prisão, na madrugada desta segunda-feira, no município de Vitória da Conquista, a cerca de 500 quilômetros de Salvador, de Édson Caroba da Silva e Paulo César Santos, suspeitos de terem participado do assassinato, na semana passada, do prefeito de Caraúbas (RN), Aguinaldo Pereira (PPB), de sua mulher, Antonia, de dois seguranças e um caseiro.A chacina ocorreu na Rodovia Rio Grande do Norte, a 15 quilômetros da cidade potiguar de Mossoró.Os suspeitos viajavam num veículo Tempra placas DMP-3127, licença de Campinas (SP), para onde se dirigiam, quando foram interceptados pela barreira policial.Eles não portavam armas, não resistiram à prisão e negaram qualquer participação na chacina aos policiais baianos.O delegado Edmilson Cerqueira, do Departamento de Polícia do Interior (Depin), disse que a polícia baiana conseguiu prender os suspeitos graças às informações do delegado de Mossoró, Renato Batista, que investiga o caso.Batista esperava encontrar no Tempra outros dois suspeitos dos crimes, os irmãos Waldetário e Francisco Carneiro, mas eles não foram encontrados, e tampouco Caroba e Paulo César souberam dizer onde os supostos colegas estariam escondidos.Os suspeitos presos embarcariam às 19 horas desta segunda-feira, no aeroporto de Salvador, em direção a Natal, escoltados por uma equipe da polícia potiguar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.