Presos secretários municipais do AM por suposta fraude

A Polícia Civil do Amazonas prendeu hoje uma quadrilha integrada por secretários municipais de Boa Vista do Ramos, a 270 quilômetros de Manaus, suspeita de fraudar licitações e desviar verbas da prefeitura. Foram presas 13 pessoas e ainda estão sendo cumpridos 14 mandados de busca e apreensão. A ação foi realizada simultaneamente na capital do Estado, onde comerciantes agiam em conjunto com o grupo.De acordo com o delegado-geral, Vinícius Diniz, o esquema envolvia funcionários da prefeitura de Boa Vista do Ramos, liderados pelos secretário municipais de Finanças, Administração e Educação. Os envolvidos teriam fraudado licitações em benefício próprio ou de terceiros, além de desviar verbas públicas destinadas ao município por meio de convênios federais, com a utilização de "laranjas" que recebiam em suas contas bancárias o dinheiro desviado.Os integrantes da quadrilha usavam a máquina administrativa do município para "lavar" o dinheiro por transações de agiotagem e compras de serviços fictícios, com a parceria de comerciantes e empresários de Boa Vista do Ramos e Manaus. "Os valores desviados ainda não foram contabilizados e somente serão calculados após auditoria do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas, Perícia Contábil da Polícia Técnica e Ministério Público Estadual", disse o delegado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.