Presos rebelados fazem sete reféns

Pelo menos 200 dos 420 detentos do Centro de Remanejamento de Presos da Secretaria de Segurança Pública de Minas (Ceresp), no bairro Gameleira, zona oeste de Belo Horizonte, iniciaram uma rebelião no final da manhã, durante o banho de sol. De acordo com a Polícia Militar, os presos mantêm como reféns sete pessoas, entre agentes penitenciários e detetives da Polícia Civil. Os rebelados, que coocaram fogo em algumas celas, teriam invadido a sala de armas da unidade carcerária e, neste momento, estariam ameaçando os reféns com pistolas automáticas e carabinas. O prédio foi totalmente cercado por dezenas de homens e viaturas da PM e da Secretaria de Segurança. Três helicópteros sobrevoam o local. Ainda não se sabe qual a reivindicação dos presos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.