Presos oito importantes funcionários públicos suspeitos de corrupção

Brasília - O Polícia Federal prendeu hoje, em Brasília, pelo menos oito altos funcionários do governo federal envolvidos em atos de corrupção e desvio de dinheiro público. Entre os presos pela chamada Operação Sentinela estão servidores do Tribunal de Contas da União e da Empresa de Transportes de Segurança Confederal, que presta serviços ao governo federal e tem como um dos sócios o ministro das Comunicações, Eunício Oliveira. As investigações vêm sendo realizadas há mais de seis meses, mediante indícios de fraudes em licitações do serviço público.O ministro das Comunicações informou, por meio da assessoria, que não tem conhecimento da Operação Sentinela. A assessoria disse que Eunício é sócio da Confederal mas está afastado da administração desde 1997. Eunício deixou o ministério e segue para Fortaleza, onde participará da abertura de um congresso sobre radiodifusão".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.