Presos dois deputados de Alagoas acusados de pistolagem

Políticos também foram acusados de participar de esquema de fraude na folha de pagamento da Assembléia

SOLANGE SPIGLIATTI, Agencia Estado

11 de julho de 2008 | 09h34

Dois deputados estaduais de Alagoas foram presos nesta sext-afeira, 11, durante operação da polícia civil do Estado, com apoio da Polícia Federal. Segundo a PF, Antonio Albuquerque (sem partido), ex-presidente da Assembléia Legislativa do Estado, e Cícero Ferro (PMN) foram presos acusados de crime de pistolagem, resultado de um inquérito policial feito em 1996.   Outro deputado, João Beltrão (PMN), que também estaria envolvido, ainda está sendo procurado pelos agentes. De acordo com a PF, serão cumpridos 10 mandados de prisão e 10 de busca e apreensão. Além do crime de pistolagem, os políticos também foram acusados de participar de esquema de fraude na folha de pagamento da Assembléia e de pagarem empréstimos com recursos públicos, gerando um rombo de R$ 300 milhões aos cofres públicos. Os três foram investigados durante a Operação Taturana, deflagrada em dezembro do ano passado pela PF, e já foram indiciados por corrupção, peculato e formação de quadrilha.

Tudo o que sabemos sobre:
PFprisõesAlagoas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.