Preso outro envolvido no caso Sudam

A Polícia Federal prendeu ontem à noite o ex-contador do empresário José Osmar Borges, Florisvaldo Fúrio, que estava foragido desde a última segunda-feira. Fúrio teve sua prisão preventiva decretada pelo juiz federal, Jeferson Schneider, acolhendo pedido do Ministério Público Federal. Ele é acusado de co-autoria na fraude descoberta pelo Ministério Público Federal nas aplicações dos recursos da Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia(Sudam). A prisão ocorreu na porta da Procuradoria da República em Mato Grosso, após Fúrio ser ouvido pelo procurador José Pedro Taques.O empresário José Osmar Borges já tinha sido preso por agentes federais na terça-feira, na BR-364, perto de Jaciara, próximo de Cuabá. Ele é acusado de desviar R$ 133 milhões dos recursos destinados a sete projetos financiados pela Sudam. Além de Borges foram presas sua contadora, Ilma Gustrinelli e a secretária Cirlene Ferreira, que conseguiram na quarta-feira um habeas corpus no Tribunal Regional Federal, em Brasília (TRF). Também foi solto o empresário Alberto Júnior.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.