Preso no Rio mais um fraudador do INSS

Foi preso no Rio de Janeiro mais um fraudador da Previdência Social. Ele é da família Anastácio, acusada de desviar cerca de R$ 60 milhões do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS). O advogado Ivan Anastácio da Silva, que estava foragido, foi detido no escritório onde trabalhava e terá que cumprir pena de seis anos e cinco meses. O primo dele, Átila Anastácio da Silva, também condenado, continua foragido. Eles integram uma quadrilha formada pela família Anastácio. O funcionário demitido do INSS, Jurandir Anastácio, apontado como o chefe da quadrilha, já está preso.Quando ganhava R$ 900 por mês como agente administrativo da Previdência Social, Jurandir morava numa casa modesta em Campo Grande, zona oeste do Rio. Depois de enriquecer com as fraudes, ele adquiriu uma mansão com piscina e oito suítes na Barra da Tijuca, um apartamento no Recreio dos Bandeirantes e outro na Delfim Moreira, no Leblon.A família Anastácio controlava 500 benefícios ilegais e recebia R$ 450 mil por mês. Segundo informações da emissora de TV Globo News, o procurador aposentado do INSS, Henrique Anastácio, tio de Jurandir e que responde a um processo na Justiça Federal acusado de extorsão e fraude em benefícios, ainda está solto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.