Preso deputado acusado de obstrução de Justiça em AL

Arthur Lira é um dos 12 parlamentares acusados na Operação Taturana, da Polícia Federal

RICARDO RODRIGUES, Agencia Estado

01 de abril de 2008 | 15h10

Agentes da Polícia Civil de Alagoas e da Força Nacional de Segurança prenderam nesta terça-feira, 1, o deputado estadual Arthur Lira (PMN), acusado de obstrução da Justiça no processo de separação judicial da ex-esposa. O deputado foi preso no seu apartamento na Ponta Verde, orla de Maceió. Ele foi conduzido sem algemas em uma viatura policial à sede da Polícia Civil, onde deve prestar depoimento. Quando estava sendo conduzido, o deputado disse apenas que não sabia o porquê de estar sendo preso.Arthur Lira está afastado da Assembléia. Ele é um dos doze parlamentares indiciados pela Polícia Federal na Operação Taturana, que investiga o desvio de R$ 280 milhões do Legislativo alagoano. O afastamento de Lira e de outros nove deputados (incluindo um que já teve o mandato cassado por compra de votos) foi uma decisão da Justiça Estadual, a pedido do Ministério Público de Alagoas. Os advogados dos deputados estão recorrendo da decisão em Brasília.

Tudo o que sabemos sobre:
Operação Taturana

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.