Preso acusado de mandar matar vereador em SP

Uma força-tarefa da Polícia Civil de São Paulo e do Ministério Público Estadual (MPE) prendeu hoje o chefe do setor de Educação da Prefeitura de Analândia, Luiz Carlos Perin, de 44 anos, acusado de ser mandante do assassinato do vereador Evaldo José Nalin (PSDB), executado com sete tiros no dia 10 de outubro.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agência Estado

10 de novembro de 2010 | 18h51

Luiz Carlos é irmão do ex-prefeito e atual chefe de gabinete da prefeitura, José Roberto Perin. O ex-prefeito também foi levado à delegacia, mas prestou depoimento e foi liberado. Ele e seu grupo político tinham sido denunciados pelo vereador por desvio de verbas públicas e outras irregularidades.

Os policiais bloquearam ruas e fizeram buscas em residências e postos de gasolina. A cidade, de 4,2 mil habitantes, parou para ver os agentes da lei em ação. No final, moradores concentrados na frente da delegacia soltaram fogos e aplaudiram a força-tarefa. Luiz Perin recebeu voz de prisão no corredor da delegacia.

Ele e José Roberto tinham sido convocados para depor no inquérito que apura os crimes. O delegado seccional de Rio Claro, Roberto Daher, e o promotor de Justiça Luiz Bevilacqua, da Comarca de Itirapina, informaram que ele estava sendo preso temporariamente pelo prazo de 30 dias. De acordo com o promotor, o suspeito estava ameaçando e coagindo testemunhas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.