Presidente tem direito à reeleição, afirma Rui Falcão

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, afirmou ontem que o partido quer uma reforma política que tenha validade nas eleições de 2014. O partido, disse,apoiará, se necessário, a elaboração de uma emenda constitucional de caráter excepcional e transitório para que os prazos eleitorais sejam encurtados. Ou seja, para que o Congresso tenha tempo de aprovar regras após 5 de outubro, prazo final – pelo princípio da anualidade – para mudar regras na eleição seguinte.

Fernando Gallo - O Estado de S. Paulo,

27 Junho 2013 | 22h14

Sobre o fim da reeleição, Falcão afirmou não acreditar que aliados vão propor a mudança para 2014. “A reeleição já foi proposta uma vez em benefício próprio. Se alguém propuser o fim da reeleição já pra 2014, para retirar um direito que está dado à presidente hoje, o plebiscito tem legitimidade. Não acredito que essa proposta seja feita para substituir a presidenta. Nós queremos que ela continue.”

Segundo Falcão, o PT está organizando uma comissão formada por dirigentes e parlamentares para que comecem a ser encaminhados os pontos que o partido gostaria que fossem submetidos a consulta popular.

Sobre a polêmica decisão de conclamar o PT às ruas, Rui Falcão apenas negou ter usado a expressão “onda vermelha” no Twitter. “Nenhum documento nosso fala em onda vermelha.”

Mais conteúdo sobre:
reeleição

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.