Presidente pede desculpas por apoio a Marta

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu desculpas, nesta manhã, por ter manifestado seu apoio à prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT), durante inauguração de uma obra na zona Leste da capital paulista e prometeu evitar a repetição da atitude, daqui para frente. "Se errei, peço desculpas se causou mal a alguém", afirmou, anunciando que não pretende mais falar sobre campanha em inaugurações. "Porque pode ser bom para meu candidato, mas não vai ser bom para a Justiça", justificou. Lula, no entanto, aproveitou a entrevista para provocar os adversários políticos do governo. Segundo ele, a solenidade, na capital paulista, foi formal, com um discurso feito por escrito, mas, ao final, ele falou de improviso ao saber que seu governo havia aplicado muito mais recursos naquela área da cidade do que os governos anteriores. "Mas confesso que não sei por que estão nervosos", provocou. "Os números da economia são muito melhores do que prevíamos e calaram a boca (dos adversários), e eles estão sem argumento", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.