Presidente não vê críticas de Marina e diz que ela aprovou ''tudo o que queria''

Embora tenha se concentrado na visita do presidente da França, Nicolas Sarkozy, ao Brasil, e nos contratos militares entre os dois países, a entrevista do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à mídia francesa acabou derivando também para política interna. Questionado sobre mudanças climáticas, Lula afirmou que a senadora e presidenciável Marina Silva, que trocou o PT pelo PV na última semana, não critica suas políticas na área. Além disso, garantiu que a ex-ministra aprovou "tudo o que queria" em sua gestão no Ministério do Meio Ambiente.

Andrei Netto, PARIS, O Estadao de S.Paulo

07 de setembro de 2009 | 00h00

Depois de abordar os contratos militares com a França, Lula falou com serenidade de temas como as bases norte-americanas na Colômbia e a reforma do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU). Quando o tema mudanças climáticas foi abordado, entretanto, Lula se mostrou impaciente ao ser indagado sobre as críticas feitas por Marina Silva à política ambiental no governo Lula. "Enquanto era ministra do Meio Ambiente, ela aprovou tudo o que queria. Ela fez tudo o que queria", retrucou, afirmando desconhecer as críticas da senadora.

"O governo fez mais pelo meio ambiente do que nenhum país vizinho. O Brasil tem o desmatamento mais baixo dos últimos 20 anos", argumentou.

A seguir, Lula se aprofundou no tema e disse que a comunidade internacional deve se comprometer a um acordo amplo durante a Conferência do Clima (COP15), em Copenhague. O presidente também apoiou a criação da Organização Mundial do Meio Ambiente, uma instituição internacional especializada, sob os auspícios da ONU. "Deve haver uma instituição multilateral que diz que a França polui demais, que o Brasil polui demais, que os Estados Unidos poluem demais", afirmou. "E acho que essa organização deve estar ligada à ONU."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.