Presidente Dominicano defende imprensa, ao lado de Lula

No discurso de posse, o novo presidente da República Dominicana, Leonel Fernández Reyna, defendeu a liberdade de imprensa, afirmando que não pode haver censura. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva ouviu a afirmação do colega dominicano no momento em que o governo brasileiro está sendo acusado de tentar cercear a imprensa com a criação do Conselho Federal de Jornalismo. "A imprensa não pode ser censurada", disse Reyna, sem citar o Brasil.O presidente Dominicano também anunciou, em seu discurso de posse, um conjunto de medidas para a estabilização e recuperação da economia, além da reestruturação da dívida externa com o apoio do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Clube Paris (grupo de países credores com o propósito de renegociar a dívida governamental de países em dificuldades). Segundo o presidente dominicano, será um ajuste fiscal de um quarto do PIB.Entre as medidas, está a criação um programa de emergência de combate à fome, denominado Comer é Primeiro. Ele também prometeu um grande pacote fiscal para o controle dos gastos e a recuperação do setor energético, que só produz metade da demanda do País.À noite, o presidente Lula participa da cerimônia de cumprimento de Reyna, no Palácio Nacional, e, depois, de um jantar no Hotel Jaraguá Renascence. Lula tem ainda hoje um encontro bilateral com o presidente da Guatemala e uma reunião com empresários da Câmara de Comércio Dominicano-Brasileira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.