Presidente do STF diz que Lula prestou um ?desserviço?

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, disse hoje que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva prestou um desserviço à sociedade brasileira ao afirmar que há uma caixa preta no Judiciário e que esse Poder seria intocável. "As palavras do chefe do Poder Executivo atingem o Judiciário como um todo, desservindo à sociedade brasileira", afirmou, em nota oficial. Marco Aurélio disse que o Poder Judiciário está perplexo com o episódio. "A paz social pressupõe o respeito e a harmonia entre os Poderes, prevalecendo as balizas da Constituição Federal", declarou o presidente do Supremo. Segundo Marco Aurélio, "o Judiciário nacional estranha o improviso" de Lula. O presidente do Supremo afirmou que a atuação do Judiciário é acompanhada e fiscalizada pelo Ministério Público e pelos advogados das partes que integram os processos. "Situações isoladas, reveladoras de desvios de conduta, são alvo de rigorosa apuração", garantiu. O episódio é mais uma amostra de que acabou o clima de lua-de-mel entre Marco Aurélio e Lula. Na campanha, quando perguntado em quem votaria, o presidente do Supremo afirmou que gostava de frutos do mar. Após a vitória, Lula visitou Marco Aurélio no STF. No entanto, quando o governo revelou que pretendia modificar o sistema de aposentadorias do funcionalismo e dos aposentados, Marco Aurélio começou a criticá-lo publicamente.

Agencia Estado,

22 de abril de 2003 | 19h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.