Presidente do STF discute salário dos tribunais

A dois dias de deixar o cargo, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Carlos Augusto Ayres Britto, reuniu-se nesta quarta-feira com seu sucessor no cargo e relator do mensalão, ministro Joaquim Barbosa, líderes de partidos aliados do governo na Câmara e no Senado e presidentes dos tribunais superiores em um café da manhã. A conversa, de acordo com os participantes, teria ficado restrita ao pedido de aprovação, no Congresso, do reajuste nos salários do Judiciário. Estavam presentes o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Felix Fischer; do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro João Oreste Dalazen, e um representante do Superior Tribunal Militar (STM).

ROSA COSTA, Agência Estado

14 de novembro de 2012 | 14h33

Coube ao relator da proposta do Orçamento de 2013, senador Romero Jucá (PMDB-RR) reiterar a posição do governo de não favorecer categorias de nenhum Poder. "Vamos analisar a proposta do ponto de vista do Orçamento e da política de pessoal como um todo", informou o senador, presente ao encontro. O Judiciário pede reajuste de 54% para os servidores e de 28% para os magistrados. Jucá tem afirmado que as finanças do País no ano que vem "estão apertadas" e que o reajuste dos servidores públicos ficará restrito aos 5% prometidos pelo governo.

Tudo o que sabemos sobre:
OrçamentoSTFsalários

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.