Presidente do Senado volta a citar Deus em sua defesa

Com um discurso decorado para as ocasiões públicas, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), voltou a citar Deus e a afirmar que será inocentado das acusações de quebra de decoro a que responde em três processos no Conselho de Ética.A afirmação foi feita em resposta a questionamento sobre se discursaria na sessão do Congresso em memória do ex-deputado Ulysses Guimarães, morto há 15 anos. Em vez de responder, disse: "Eu não tenho nenhuma dúvida de que vamos continuar ganhando (no Conselho de Ética), porque não há provas contra mim. Nós estamos com Deus, e Deus, mais do que nunca, vai nos proteger nesta Casa."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.