Presidente do PT-SP diz ser 'ridículo' PF averiguar Lula

O presidente do PT do Estado São Paulo, deputado estadual Edinho Silva, classificou nesta quinta-feira de "ridícula" a abertura de processo de investigação pela Polícia Federal (PF) para apurar o suposto envolvimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no caso do mensalão. "Isso é ridículo. São questões que cabem à Polícia Federal porque ela foi instigada a isso, mas é uma agenda superada, que já foi resolvida do ponto de vista do Judiciário", disse, ao deixar o Instituto Lula, na capital paulista, após encontro com o ex-presidente e outros líderes do partido.

GUSTAVO PORTO, Agência Estado

12 Abril 2013 | 17h32

De acordo com Edinho Silva, as averiguações da PF não causam temor à legenda nem a Lula. "Todos nós sabemos da integridade, do que ele (Lula) representa para o Brasil e para o mundo. Se a PF foi instigada a abrir inquérito, ela está no papel dela", disse. "Nós temos muita tranquilidade, até porque esta agenda está superada", reafirmou.

Mais conteúdo sobre:
Luiz Inácio Lula da Silva mensalão PT

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.