Presidente do PT-SP diz que PSDB foge do debate e aposta na 'baixaria'

Edinho Silva rebateu as críticas do presidente do PSDB, Mendes Thame, que criticou postura de Mercadante em sabatina

André Mascarenhas, do estadão.com.br / SÃO PAULO,

29 Julho 2010 | 21h24

O presidente do diretório regional do PT de São Paulo, Edinho Silva, saiu na noite desta quinta-feira, 29, em defesa do candidato do partido ao governo do Estado, Aloizio Mercadante, que foi taxado de "desinformado" pelo presidente do PSDB, Mendes Thame.

 

Presidente do PSDB-SP rebate Mercadante

 

"Nós temos pautado nossa campanha no debate de propostas e projetos para os principais problemas do Estado", afirmou Edinho. "E é impossível você debater projetos sem fazer a crítica a quem governou nos últimos 16 anos esse Estado", acrescentou.

 

Em nota à imprensa divulgada mais cedo nesta quinta, Thame afirma que Mercadante é "vago em seus ataques e em suas propostas" por desconhecer os programas do atual governo. A declaração foi uma resposta às críticas do petista, que em sabatina na véspera classificou os 16 anos de governo do PSDB em São Paulo como "a oligarquia mais longa da história do Brasil recente".

 

Edinho atribuiu a nota de Thame à falta de respostas do PSDB paulista aos problemas do Estado. "Eles não estão respondendo e tentam tirar o foco dessas questões com a tentativa de baixar o nível", atacou. O presidente do PT paulista citou como exemplo de questões não respondidas pelo PSDB a "estagnação da economia de regiões do Estado", que atribuiu "aos altos preços dos pedágios" nas rodovias estaduais. Ele criticou também a falta de investimento em infraestrutura e no transporte público.

Mais conteúdo sobre:
Edinho SilvaMendes ThamePTPSDB

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.