Presidente do PT lamenta agressão contra Serra

O presidente do PT e coordenador da campanha da presidenciável Dilma Rousseff, José Eduardo Dutra, repudiou hoje a agressão sofrida pelo candidato José Serra (PSDB) na tarde de hoje, fato ocorrido em uma caminhada na zona norte do Rio de Janeiro. Durante um tumulto entre militantes petistas e tucanos, Serra foi atingido na cabeça por objeto identificado como um rolo de fita crepe.

ANDREA JUBÉ VIANNA, Agência Estado

20 de outubro de 2010 | 19h06

"Acho lamentável que isso tenha acontecido. Repudiamos violência física nas campanhas eleitorais, assim como repudiamos calúnias, mentiras e telemarketing para fazer acusações contra Dilma", declarou o petista. "Se a agressão partiu de militantes do PT, nós censuramos, porque isso não contribui para o fortalecimento da democracia", concluiu.

Segundo Dutra, o PT também pediu à Polícia Federal (PF) que seja realizada investigação a respeito de uma campanha clandestina de telemarketing, em que os operadores telefonam para as residências dos eleitores para difamar a candidata petista. "Isso faz parte da campanha de esgoto do Serra, essa campanha negativa só interessa ao adversário", acusou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.