Presidente do PRB reitera em blog defesa sobre artigo

O presidente nacional do PRB, partido do candidato à Prefeitura de São Paulo Celso Russomanno, Marcos Pereira, usou seu blog nesta quinta-feira para se manifestar novamente sobre a nota que a Arquidiocese de São Paulo emitiu na quinta-feira criticando sua legenda. O dirigente do PRB vinculou a nota da Igreja Católica ao período eleitoral, no qual seu candidato é o atual líder nas pesquisas de intenção de votos.

GUILHERME WALTENBERG, Agência Estado

14 de setembro de 2012 | 13h17

"Lamento que tal exercício de pensamento publicado há um ano e quatro meses seja usado de maneira indevida às vésperas da eleição para a prefeitura de São Paulo", disse Pereira na nota publicada às 10h25 de hoje no seu blog pessoal, numa referência a um artigo seu publicado no mesmo blog em maio do ano passado, no qual diz que a Igreja Católica tem "o controle das ações do governo, seja federal, estadual ou municipal" e responsabiliza indiretamente a Igreja Católica pela distribuição nas escolas do "kit gay" - material de combate à homofobia produzido pelo Ministério da Educação quando o candidato petista Fernando Haddad era ministro.

No documento da Igreja, a Arquidiocese afirma que Pereira "fomenta a discórdia" mesmo fora do poder, e questiona: "O que esperar se o conquistarem (o poder), mesmo parcialmente, pelo voto?", em referência às eleições municipais deste ano.

Ontem, Pereira já havia se justificado sobre sua publicação. "Era uma época em que eu estreava no blog e vivíamos um momento específico, que era o possível lançamento do famigerado kit gay".

Em seu texto de hoje, ele voltou a reforçar essa argumentação, dizendo tratar-se de uma "análise dos fatos sob o contexto daquela época". Além disso, ele se defendeu dizendo que estava manifestando a sua liberdade de expressão, "sem qualquer conotação política ou eleitoral".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.