Presidente do PP reclama que é ?hora de começar a governar?

O presidente do PP, deputado Pedro Corrêa (PE), disse ao jornal O Estado de S. Paulo que o seu partido quer aproveitar este momento para fazer "um pacto com o governo" em torno de uma agenda que favoreça o crescimento econômico. "A preocupação é grande, porque a crise aumentou muito, e está na hora de conversar, fazer investimentos e começar a governar", disse Corrêa. Segundo ele, de nada adianta votar propostas de interesse do Planalto "sem o governo acontecer". O presidente do PP disse que toda a bancada de seu partido está preocupada com a governabilidade e com a criação de fatos econômicos que tirem o País do imobilismo. "Há uma preocupação enorme com a possibilidade de quebra de muitos micros e pequenos empresários", afirmou Corrêa. Segundo ele, o PP, diferentemente do PMDB, decidiu não produzir nota, mas os dirigentes do PP e do PTB, chamados pelo presidente do PL, deputado Waldemar Costa Neto, decidiram adotar uma ação articulada para pressionar o governo a deslanchar uma política de desenvolvimento econômico. Segundo o presidente do PP, o ministro da Fazenda, Antonio Palocci, fez o dever de casa até agora, mas é hora de criar fatos positivos, gerar empregos e fazer investimentos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.