Presidente do Lide diz que PT foge do debate

'Eles não representam a democracia brasileira', afirmou João Dório Junior, que diz ter convidado 13 senadores e 15 deputados da sigla

Elizabeth Lopes e Pedro Venceslau, enviados especiais, Estadão Conteúdo

19 Abril 2015 | 15h49

O presidente do Grupo de Líderes Empresariais (Lide), o empresário João Dória Júnior, criticou duramente a ausência de deputados e senadores do PT no 14º Fórum de Comandatuba, que está sendo realizado neste final de semana prolongado (18 a 21 de abril), com a presença de empresários e lideranças de vários segmentos, sobretudo política, como o ex-presidente tucano Fernando Henrique Cardoso e o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha.

"Convidei 13 senadores e 15 deputados do PT e ninguém apareceu, o PT fugiu do debate", disse Dória, antes de iniciar os debates da tarde da programação, onde políticos e empresários discutirão as medidas de combate à crise brasileira. "Este é um mau exemplo dado pelo PT, não aceito fujões, eles não representam a democracia brasileira", afirmou.

Após a crítica, Dória pediu desculpas à platéia, mas não arredou das críticas. O presidente do Lide disse, ainda, que é filiado ao PSDB desde o ano de 2000, mas essa não era a razão das críticas. Ele disse esta não é a primeira vez que "o PT foge do debate" no evento promovido pelo Lide.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.