Presidente do Banco Central não responde a ataques do PL

O presidente do Banco Central (BC), Henrique Meirelles, optou por não responder aos ataques feitos pelo presidente do Partido Liberal (PL), deputado Waldemar Costa Neto (SP). No início da tarde de hoje, Costa Neto afirmou que Meirelles é "o maior sabotador do país" por ser favorável a uma política de juros altos. Na opinião do dirigente do PL, partido do vice-presidente da República, José Alencar, Meirelles estaria fazendo o jogo dos bancos. "Ele (Meirelles) está do outro lado do muro. Ele só faz ser banqueiro. Não tinha de estar empregado no BC, mas no Itaú ou no Bradesco", afirmou em entrevista coletiva. Meirelles está participando do primeiro dia da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), que será concluída somente amanhã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.