Reprodução/Assessoria Governo do Estado de São Paulo
Reprodução/Assessoria Governo do Estado de São Paulo

Presidente deve estar sexta com Guedes para fechar Previdência, diz Doria após visita a Bolsonaro

Governador prometeu mobilizar bancada tucana no Congresso para votar a favor da reforma

Daniel Weterman, O Estado de S.Paulo

11 de fevereiro de 2019 | 17h20

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), visitou nesta segunda-feira, 11, o presidente Jair Bolsonaro no Hospital Albert Einstein e disse que o texto da reforma da Previdência deve ser fechado na próxima sexta-feira, 15, e enviado ao Congresso Nacional na semana que vem.

"O presidente deverá estar sexta-feira com o ministro Paulo Guedes para fechar o texto final que será encaminhado ao Congresso na semana que vem. Mas ele mesmo falará sobre isso tão logo esteja em Brasília", disse Doria, comentando na sequência que a previsão de enviar a proposta ao Congresso na semana que vem não foi manifestada por Bolsonaro, mas que é uma avaliação própria.

Os dois não conversaram sobre o conteúdo da reforma, acrescentou o governador. "Esta semana ele sairá do hospital, ele está bastante convicto disso", reforçou o governador paulista.

A visita de Doria a Bolsonaro durou cerca de 20 minutos e foi de "cortesia", disse o tucano. O governador prometeu atuar para mobilizar a bancada tucana no Congresso a votar favorável à reforma da Previdência. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.