Presidente de CPI já quer indiciar

A CPI dos Grampos foi retomada ontem na Câmara com novo fôlego. Confirmada a prorrogação por 60 dias, o presidente da comissão, deputado Marcelo Itagiba (PMDB-RJ), já apresentou relatório em separado no qual sugere o indiciamento do ex-diretor da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) Paulo Lacerda, de José Milton Campana, também da Abin, e do delegado Protógenes Queiroz: todos por falso testemunho. Ele sugeriu ainda o indiciamento do banqueiro Daniel Dantas, por causa de interceptação telefônica.Sob o impacto da informação de que o delegado investigou autoridades, a CPI praticamente refaz o caminho percorrido em 14 meses. Hoje, a comissão terá reunião para votação de requerimentos. Entre as principais propostas, estão os pedidos de nova convocação de Lacerda e Protógenes. "O foco agora é saber se de fato houve ilegalidade. Algumas já estão comprovadas, como o fato de agentes da Abin terem participado formalmente, quando disseram o contrário", disse Itagiba.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.